4 de fevereiro de 2020 / por ondatkm

Os trainees mudaram: Nova geração traz um protagonismo mais coerente

Com as novas gerações chegando ao mercado de trabalho, as empresas estão se adequando e repensando os seus modelos de negócios. Diante dessas mudanças, as exigências para os processos de recrutamento de trainees também evoluíram. De acordo com a Mazars, auditoria e consultoria empresarial, requisitos-chaves para a contratação são habilidades interpessoais, boa comunicação, capacidade de aprendizado e resolução de problemas.

“Quando a área de Recursos Humanos busca alguém pensando em seu futuro em uma função de gestão, procura por profissionais que tenham potencial para agregar ao negócio e o desejo de construir a empresa em parceria com os outros. Além disso, é fundamental ter a mente aberta para mudanças, pois, em ambientes de disrupção, o trainee também precisa ter jogo de cintura”, afirma João Cordeiro, supervisor de Recursos Humanos da Mazars.

Na Mazars, quando um candidato é aprovado no programa de trainee, passa por diferentes atividades da área. “Ao longo da trajetória, proporcionamos quatro etapas de formação. Na primeira etapa, o trainee aprende o trabalho e colabora com o time. Na segunda, começa a ensinar e construir relações. Na terceira, já dispõe de poder administrativo e é inserido em contextos comerciais. Na última, assume uma posição de gestão de negócio. Em resumo, todos esses ciclos exigem habilidades interpessoais. Cada fase dura um período de três anos”, diz Cordeiro. Ele ainda acrescenta que, na Mazars, os trainees devem compreender que, apesar da proposta de crescimento profissional, há uma série de percalços e desafios.

“Nesses programas, buscamos pessoas que serão preparadas para o futuro, ou seja, que podem crescer na companhia. Quem tem interesse precisa ter a consciência que é preciso estudar bastante, estar disponível, aproveitar ao máximo para aprender com as experiências com níveis superiores e compreender que haverá mudanças em seu roteiro”, explica.

Outro ponto importante são os desafios com as expectativas que a nova geração tem. Salários e benefícios não são os únicos fatores considerados pelos trainees em suas escolhas.

“Nos dias de hoje, os anseios dos jovens são em relação à estrutura que as empresas oferecem, as experiências que poderão viver até atingirem seu objetivo e uma relação mais próxima com a liderança. Não acho que buscam uma posição às pressas, como costumam dizer. Vejo uma preocupação maior na construção deste processo. Essas ambições são mais nobres”, afirma Cordeiro.

Além dessas pretensões, Cordeiro também acrescenta que esses novos profissionais são mais conscientes em relação à continuação nos estudos. “Há mais interesse na capacitação. Ao mesmo tempo em que essa geração busca a especialização em algum segmento, compreende que precisa entender todo o processo de sua indústria”, finaliza.

—————————————

A Mazars é uma parceria internacionalmente integrada, especializada em Auditoria, Consultoria, Financial Advisory Services, Serviços Tributários e BPO.