20 de novembro de 2020 / por ondatkm

Penúltima parcela do auxílio para todos começa a ser liberada neste final de semana

Neste final de semana a Caixa Econômica Federal começará a liberar a penúltima parcela do auxílio emergencial para todos os beneficiários. Os pagamentos são referentes ao ciclo 5 do auxílio emergencial, e neste ciclo todos os beneficiários vão receber a penúltima parcela, seja ela uma das quatro parcelas residuais de R$ 300 ou ainda algumas das cinco primeiras parcelas de R$ 600.
O pagamento do ciclo 5 começa a ser liberado neste domingo e será liberado em conta poupança social digital. Vale lembrar que apesar do pagamento em poupança do ciclo 5, a Caixa vai realizar em paralelo o calendário de saque em dinheiro e transferência bancária do ciclo 3 e 4.

Pagamentos
Como muito discutido e informado por diversas mídias, inclusive nós do Jornal Contábil. O auxílio emergencial foi definido num total de seis ciclos de pagamento, onde em cada ciclo o beneficiário recebe uma nova parcela, acontece que o ciclo cinco por ser o penúltimo representa a penúltima parcela que os beneficiários vão receber, independente de quantas parcelas os mesmos já receberam.

Outro ponto importante é que como o auxílio emergencial só pode ser pago enquanto durar o período de calamidade pública estiver vigorando, o governo terá condição de pagar até o sexto lote de pagamentos do benefício, não sendo possível prorroga-lo. Com isso, nem todos os beneficiários vão receber todas as nove parcelas pagas ao longo de todo programa social.

Confira à seguir quantas parcelas cada beneficiário vai receber:

-O beneficiário que recebeu a 1ª parcela em abril terá direito as 9 parcelas
-O beneficiário que recebeu a 1ª parcela em maio terá direito a 8 parcelas, sendo as cinco de R$ 600 e três parcelas de R$ 300.
-O beneficiário que recebeu a 1ª parcela em junho terá direito a 7 parcelas, sendo as cinco de R$ 600 e duas parcelas de R$ 300.
-O beneficiário que recebeu a 1ª parcela em julho terá direito a 6 parcelas, sendo as cinco de R$ 600 e apenas uma parcela de R$ 300.

—-

Calendário
Confira à seguir o calendário de pagamento da penúltima parcela do auxílio emergencial pago em conta poupança social digital.

Nascidos em Janeiro
3,6 milhões beneficiários nascidos em janeiro começam a receber a penúltima parcela do auxílio emergencial neste domingo 22 de novembro.

Nascidos em Fevereiro
3,3 milhões beneficiários nascidos em fevereiro começam a receber a penúltima parcela do auxílio emergencial segunda-feira 23 de novembro.

Nascidos em Março
3,8 milhões beneficiários nascidos em março começam a receber a penúltima parcela do auxílio emergencial quarta-feira 25 de novembro.

Nascidos em Abril
3,6 milhões beneficiários nascidos em abril começam a receber a penúltima parcela do auxílio emergencial sexta-feira 27 de novembro.

Nascidos em Maio
3,8 milhões beneficiários nascidos em maio começam a receber a penúltima parcela do auxílio emergencial domingo 29 de novembro.

Nascidos em Junho
3,6 milhões beneficiários nascidos em junho começam a receber a penúltima parcela do auxílio emergencial segunda-feira 30 de novembro.

Nascidos em Julho
3,6 milhões beneficiários nascidos em julho começam a receber a penúltima parcela do auxílio emergencial quarta-feira 02 de dezembro.

Nascidos em Agosto
3,6 milhões beneficiários nascidos em agosto começam a receber a penúltima parcela do auxílio emergencial sexta-feira 04 de dezembro.

Nascidos em Setembro
3,7 milhões beneficiários nascidos em setembro começam a receber a penúltima parcela do auxílio emergencial domingo 06 de dezembro.

Nascidos em Outubro
3,6 milhões beneficiários nascidos em outubro começam a receber a penúltima parcela do auxílio emergencial quarta-feira 09 de dezembro.

Nascidos em Novembro
3,5 milhões beneficiários nascidos em novembro começam a receber a penúltima parcela do auxílio emergencial sexta-feira 11 de dezembro.

Nascidos em Dezembro
3,5 milhões beneficiários nascidos em dezembro começam a receber a penúltima parcela do auxílio emergencial sábado 12 de dezembro.

———————————————-

Fonte- Jornal Contábil